7 de ago de 2011

“Eu vivi muitas vidas, e em todas elas amei você. E o que você fez? Trocou-me na primeira oportunidade por um relógio velho. Porque gosta tanto de olhar para estes ponteiros parados? Nele o tempo não volta e também não segue, permanece apenas nessas III horas... Horário em que morri várias vezes ao teu lado, apenas para não ver-te partir. Eu sempre estive lá quando era a sua vez de ir, e juro por Deus inúmeras vezes, que até os confins será assim.” -Abý

Nenhum comentário:

Postar um comentário