21 de dez de 2011

Você não vai voltar.

E eu grito mais uma vez no silêncio contínuo...
Ouço o ecoar da minha voz no infinito.
Tento correr, mas estou presa a você.
Tento fugir, mas para onde irei?

O túnel do tempo não existe,
ele não vai trazer você de volta.
Tudo acabou...
Esse mar de pétalas banhadas em sangue é real,
você não é.

Apenas um sonho, não, um pesadelo.
E nele você sorri com olhos vazios.
Você se foi...
Dessa vez, para sempre. "
                                                       -Abý

Nenhum comentário:

Postar um comentário